Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Curiosidade Feminina

Nasci, cresci e tenho cá um feeling de que um dia vou morrer ;)

Curiosidade Feminina

Nasci, cresci e tenho cá um feeling de que um dia vou morrer ;)

22
Jun15

Mundo virtual

Nay

Lembro-me perfeitamente de há uns anitos atrás, no meu primeiro blog, éramos tantos, muitos mesmo.

Homens, mulheres, casais, ainda no blogger muito antes de todas estas redes sociais, vá ... já tínhamos o velho Hi5.

Recordo com saudosismo, devo dizer, todos os companheiros de escrita e noitadas virtuais daquela época.

Criávamos quase submundos no mundo dos blogs (hoje chamam-se grupo fechados no facebook), e questiono-me por onde andam todos aqueles loucos da altura.

Perdi-os nas novas redes e não os encontro nas antigas...enfim valeu pelo que partilhamos 

18
Jun15

A minha pancada

Nay

Collage.png

 

Sabem aquele dito popular "cada maluco a sua pancada"?

Pois é, a minha é esta, tirar foto aos meus pés em cada local especial que vou.

É daquela coisas que só faz sentido para mim, só eu sei identificar cada local (Monsaraz, Viana do Castelo, Versailles....), cada sentimento destas fotos.

Posso afirmar que sei algo que mais ninguém sabe.

Gosto e para mim faz todo o sentido.

Será que sou eu?!?!? 

 

17
Jun15

Amor

Nay

f71e3023ce39260371f40c803f29d657.jpg

(Imagem retirada do Pinterest) 

Muito  sinceramente o "Amor", para mim, hoje em dia está muito banalizado.

Se quando era jovem o "Amor", era algo de conto de fadas e comédias românticas com finais felizes, hoje em dia não há outro sentimento sem ser amor.

Vejo as redes sociais e conversas de rua cheias de amores e "és tudo" mas com atitudes de "vocês não valem nada".

Já dizia o outro "aquela coisa que sentes no estômago não é amor, é fome mesmo".

O que isto vai originar?? Que as próximas gerações ao encontrarem amigos ou quem sabe simples conhecidos, achem que estão apaixonados e não procurem realmente alguém que lhes tire o chão, que lhes leia o olhar e adivinhe o pensar.

Amor não é amizade, não é simples conhecer.

Amor é Amor, há falta de definição mais completa.

 

Secalhar sou eu que já estou cota e ultrapassada....

09
Jun15

Ler

Nay

e3994ad161ec292e8d68ca4588f22e59.jpg

 

Oh tantas vezes!!!!

E quando pensamos: queria tanto ter sido eu a escrever isto.

Quase como ler-mo-nos nas palavras de outra pessoa.

E é taõ bom!

 

08
Jun15

Bullying

Nay

ac9b04affd6c1c1c19c8d30fb6f068b5.jpg

 

(Imagem retirada do pinterest) 

 

Infelizmente tenho vivido de perto situações de bullying e logo com a pessoa que mais me afecta, a minha filha, a minha cria, sim porque quando se trata de protege-la viro leoa mesmo...não sei ser de outra maneira!

Custa, custa tanto deixa-los na escola quando eles, de lágrimas nos olhos, nos dizem que não querem.

Custa especialmente porque nos esforçamos para educa-los com bons modos, bom coração, bons humanos e agora na adolescência sinto que tenho de a obrigar a ser rude, mal educada e mesmo agressiva, ela não quer, não gosta, recusa-se. E a mim custa mundos e fundos pensar que ela é o "saco de boxe" onde outros descarregam frustações, falta de atenção e de amor.

É uma sensação de impotência quando recorres a todos os meios legais, directores de turma, directores da escola, reunião de pais e vemos que não surte efeitos. Questiono-me sobre os seres que são pais destas "crianças", que são alertados em todas as reuniões e não só, sobre o comportamento das filhas (sim porque são miudas e elas conseguem ser tão cruéis e manipulativas como nenhum rapaz consegue) e não tomam medidas, não há consequências. 

Infelizmente para estas "crianças" não há e não vai haver diferença entre mal e bem, se fazem bem têm o que querem, se fazem mal tambem. Qual o ponto de orientação?!?!

E por causa deste pais, ando eu de coração nas mãos pela segurança mental da minha filha.

Depois quando nos passamos de vez, somos nós os maus, somos nós que não temos respeito!

Pois não... querem respeito deem-se ao respeito.

Mas mais depressa ponho as outras fechadas em casa ou a mudar de cidade do que a minha filha a mudar de escola por causa de erros dos outros.

Depois acusem-me de bullying ;)

 

 

 

 

 

06
Jun15

Bem vinda à cidade

Nay

image.jpg

Finalmente voltei ainda que para um fim de semana ...Saudades disto pah!!

Saudades de Lisboa, da costa da caparica, da casa da mamã!

Sim eu sei que aqui vejo o mar por entre prédios e em casa vejo-o no horizonte dos campos. Mas que posso eu dizer?! Aqui sabe tão melhor!

Eu gosto da cidade, da agitação e ao contrário do que todos dizem, gosto das pessoas citadinas. Aqui és "livre " para seres o que quiseres, aqui falam contigo mesmo se não fores dono da mercearia ou filho de senhores doutores.

As pessoas das aldeias não são assim tão amistosas como as gostam de pintar, estás safa se fores filho de alguém importante ou se fizeres parte daquelas famílias "originais" que se casam primos, tios ou whatever.

Porque de resto, os locais tendem a marginalizar os outsiders com bastante eficácia e frieza.

Na cidade as conversas chegam de qualquer canto ou qualquer pessoa, porque aqui somos todos anónimos e iguais. Sim eu sei, sou muito estranha e atípica mas na aldeia sou conhecida por antipática e introvertida e na cidade por afável e sociável.

Como se costuma dizer: cada um tem de mim aquilo que merece ;)

05
Jun15

Alô!!!

Nay

d7b3184f360b16ea3ca6fac2a1ae813e

 (Imagem retirada de Pinterest)

 

Opah não é que saiba escrever...mas gosto!

Posso não ter grande coisa a dizer mas opiniões, críticas e perguntas não me faltam.

E como tanta gente já faz aquilo que não sabe e fala aquilo que não pensa, porque não eu tambem??

Então vamos lá ver onde isto nos vai levar.

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D